.

.

quinta-feira, 8 de março de 2018

Dia Internacional das Mulheres

Cecilia Bezerra
Parabéns a todas as mulheres guerreiras com suas duplas jornadas de trabalho e afazeres domésticos, diariamente enfrentando os transportes públicos, trânsitos sem fim, muitas sendo pais e mães ao mesmo tempo.

Para mim todos os dias são dias de todas as mulheres!

As estatísticas apontam e comprovam que as mulheres sempre receberam e continuam a receber salários inferiores aos dos homens, sofrem violência doméstica, abuso sexual, assédios, são vendidas como escravas no tráfico de mulheres, onde o Brasil é rota. Foram 4.473 homicídios dolosos em 2017, um aumento de 6,5% em relação a 2016. Isso significa que uma mulher é assassinada a cada duas horas no Brasil e a falta de padronização e de registros atrapalham monitoramento de feminicídios no país. Doze mulheres são assassinadas todos os dias. Muito triste. Infelizmente nossas leis usam vendas nos olhos.

Nos transportes públicos o índice de abuso sexual e violência só cresce, assim como o assédio sexual no trabalho... uma vergonha.

Eu não compreendo como um homem humilha, bate, estupra e mata uma mulher sem lembrar de sua mãe, irmãs ou mesmo de suas filhas, pois muitos tem filhas e os que não tem poderão ter e se esquecem que seu sangue poderá talvez sofrer o mesmo tipo de violência.

Um dia espero comemorar o dia internacional das mulheres comemorando também novas leis de proteção que sejam realmente eficazes e não apenas simbólicas e cega.

Se vc acha que mulher não é tudo isso, te convido a menstruar, parir, ter problemas hormonais e passar tudo que uma mulher passa diariamente. Feche os olhos e imagine. Lembre-se: sua mãe é uma.

Parabéns Mulheres! Lugar de Mulher é a onde ela quiser!

Um parabéns especial a você Dayana, pelo dia especial de hoje, sua colação de grau. Meu Orgulho! 

"Mulher! Mulher!
Do barro de que você foi gerada
Me veio inspiração
Pra decantar você nessa canção
Mulher! Mulher!
Na escola em que você foi ensinada
Jamais tirei um 10
Sou forte, mas não chego aos seus pés..."